Diamantino

O diamantino tinha os braços tatuados com iniciais mas pediu-me que tirasse esta foto. As mulheres que teve, os filhos que o esqueceram e no peito o amor dos pais. Falou-me com orgulho dos pais, da guerra, do trabalho e da viagem a frança. A vida é complicada, disse-me. Eu bebi uma cerveja e ele foi conversando enquanto comia uma sandes de frango. Vai dormindo onde pode, come o que pode e tinha umas botas orgulhosamente limpas que contrastavam com um fato de treino demasiado pequeno. Tinha um sorriso traquinas e só me pediu um cigarro. Senti que tirou um peso do peito. Disse-me que amava muito os pais.

Anúncios

One thought on “Diamantino

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s